A segunda quinzena de Maio iniciou agitada para parte da nossa equipe. Alguns dos nossos Engenheiros de Software embarcam para a Flórida para participar da convenção anual de tecnologia de um dos nossos clientes. O evento ocorrerá entre os dias 30 de maio a 5 de junho.


O evento tem o intuito de promover troca de experiências técnicas, networking e aproximação entre as equipes dos países envolvidos. Na edição deste ano, a ideia foi ampliar a integração entre os times que trabalham juntos, porém em extremos contrários do continente.

Rotina internacional já começou!

A novidade é que, neste ano, três dos nossos desenvolvedores embarcam diretamente para Houston, no Texas. Tudo para que tenham a oportunidade de trabalhar durante um período diretamente com os responsáveis pelo projeto em que estão atuando – antes do início do evento. O propósito é, em relação ao ano passado, conseguirmos aumentar a visibilidade da equipe dedicada aqui do Brasil.

O nosso engenheiro de software Regis Brand, que trabalha com esse cliente há mais de um ano e meio, participou da conferência em 2016 e nos dá um panorama de como foi!

“Foi muito interessante, principalmente do ponto de vista de networking – já que possibilitou termos uma maior aproximação e conhecer mais, não só os colegas de trabalho nos Estados Unidos, como conhecer quem trabalha em outras áreas da empresa. Além disso foi importante para ter, por meio do ciclo de palestras técnicas e do Hackathon, um maior conhecimento das aplicações da empresa como um todo.”

O objetivo central continua sendo o mesmo. Por isso a programação da convenção traz uma série de palestras, um Hackathon, além de confraternizações. Inclusive dois de nossos colaboradores irão, em conjunto, fazer uma das palestras sobre SQL Server – uma das tecnologias usadas para os projetos com este cliente.

Parte da equipe de desenvolvedores que embarcou para os EUA
Na foto, parte da equipe de seis de colaboradores que representarão a PoaTek na Flórida. Da esquerda para a direita: Regis Brand, Rodrigo Leote, Tiago Gräf, Thiagus Ferreira e Denis da Silva. Foto: Renata Machado.

Um deles é Thiagus Ferreira, que já está em seu segundo projeto com este cliente e trabalhando diretamente com ele desde que chegou à PoaTek, há seis meses. E como é a primeira edição em que participa, relata o que espera dessas duas semanas de imersão longe de casa (ele também embarcou no último domingo).

“Minhas expectativas são de conhecer melhor meus colegas, entender melhor suas funções individuais e, com isso, criar uma proximidade maior para continuar trabalhando com eles quando voltar da viagem.”

Para ter uma noção de que tecnologias estamos nos referindo é interessante traçarmos um panorama. Temos dois projetos principais com esse cliente. Um deles é bastante moderno e utiliza tecnologias para Web, como Angular, Asp.Net WebAPI, SignalR, RabbitMQ e SQL Server. O outro já está consolidado no mercado há mais tempo e foi criado usando tecnologias para desktops, como Windows Forms. Algumas partes desenvolvidas mais recentemente já contam com o uso de tecnologias para Web também.

“O aprendizado é garantido, tanto técnico quanto de soft skills”

A frase do Thiagus representa bem a síntese tanto do que é este evento quanto o que nós acreditamos como valor organizacional. Tanto na articulação para que tudo saísse da melhor forma possível durante a viagem quanto nos custos que a envolveria, tentamos sempre priorizar a constante evolução pessoal e profissional de todos aqui da PoaTek.

Mas, isso é o que nós acreditamos estar sempre incentivando. Por isso, perguntamos ao Regis e ao Thiagus como (e se) esses projetos internacionais agregam para eles – e deixamos responderem suas percepções na íntegra:

“A PoaTek incentiva bastante os profissionais na busca pelo conhecimento e evolução, a fim de tirar o melhor de cada tecnologia. Desde que iniciei na PoaTek estou continuamente aprendendo algo novo. Além do desenvolvimento e prática do inglês que são diários”, externou o Thiagus.

“A PoaTek agrega tanto dando a oportunidade de trabalhar com clientes internacionais, bem como incentivando o aperfeiçoamento contínuo por meio de um bom plano de treinamento, como incentivando os profissionais a se aprimorarem e poderem sempre ter voz ativa no seu desenvolvimento e da própria companhia”, explicou o Regis.

Se você quer entender mais sobre a nossa empresa, ser parte da nossa equipe ou tirar dúvidas a respeito dos nossos projetos, entre em contato conosco!

*O nome do evento e do nosso cliente foram preservados devido ao contrato de sigilo que mantemos com o mesmo.